Skip to main content
CARISMA.NEWS

follow us



Arqueólogos em Jerusalém descobriram um selo de barro de 2.600 anos que eles acreditam pertencer a Nathan-Melech, que é mencionado em 2 Reis e foi um servo do rei Josias.

O selo de barro - chamado de “bulla” - tem cerca de um centímetro (quatro décimos de polegada) de diâmetro e é lido em hebraico, “pertencente a Natã-Meleque, Servo do Rei”.

É a primeira evidência arqueológica do nome bíblico de Nathan-Melech, de acordo com um comunicado de imprensa da cidade de David. Ele é mencionado em 2 Reis 23:11 no contexto do rei Josias, renovando o pacto com Deus.

"Desde que ele não é mencionado com seu sobrenome, apenas [seu] primeiro nome, podemos entender que ele era uma pessoa muito famosa aqui em Jerusalém durante meados do século 7 [BC], a época do rei Josias", disse Anat Mender -Geberovich da Universidade Hebraica.

Uma pessoa bem conhecida, ela disse, não precisa listar a linhagem familiar.

O selo teria sido usado para assinar cartas. Foi encontrado com outra bula no Parque Nacional da Cidade de David, em Jerusalém.

Significativamente, as bulas foram descobertas dentro de um edifício antigo que os arqueólogos dizem que foi destruído quando os babilônios conquistaram Jerusalém.

"Grandes destroços de pedra, vigas de madeira queimadas e numerosos cacos de cerâmica carbonizados foram descobertos no prédio, todas as indicações de que eles sobreviveram a um imenso incêndio", disse o comunicado à imprensa.

Josias foi um dos piedosos ou "bons" reis de Judá muito depois de Davi e Salomão e depois que o reino foi dividido. Josias se tornou rei aos oito anos e destruiu ídolos, levando o povo a se arrepender de seus pecados. Foi durante o seu tempo que um pergaminho contendo a Palavra de Deus foi encontrado.

2 Reis 23:11 diz de Josias: “E ele removeu os cavalos que os reis de Judá tinham consagrado ao sol, à entrada da casa do Senhor, junto à câmara de Natã-Meleque, o camareiro que estava no recintos. E ele queimou as carruagens do sol com fogo ”.

Mender-Geberovich disse que acredita que é o Nathan-Melech da Bíblia porque o nome é raro, o bulla é do período correto, e lista seu título (servo).

Um segundo selo foi encontrado lendo “pertencente a Ikar filho de Matanyahu”. Os arqueólogos não sabem quem foi Ikar.

Yuval Gadot, da Universidade de Tel Aviv, e Yiftah Shalev, da Autoridade de Antiguidades de Israel, disseram em uma declaração conjunta que a descoberta das bulas é "excitante" porque foram encontradas em uma escavação e não no mercado de antiguidades, que pode conter falsificações.

“Esses artefatos atestam o sistema altamente desenvolvido de administração no Reino de Judá e acrescentam informações consideráveis ​​à nossa compreensão do status econômico de Jerusalém e seu sistema administrativo durante o período do Primeiro Templo, bem como informações pessoais sobre os oficiais mais próximos do rei e administradores que viviam e trabalhavam na cidade ”, disseram eles.

Veja Também:

Política de comentários: Por favor, escreva seus comentários que correspondam ao tópico das postagens desta página. Os comentários que contêm links não serão exibidos até que sejam aprovados.
Exibir Comentários