Skip to main content
CARISMA.NEWS

follow us

Pára-quedistas e arqueólogos israelenses anunciaram na quarta-feira que desenterraram os restos de uma torre de vigilância de 2.700 anos em um local não revelado no sul de Israel. Arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel disseram que não podem revelar a localização exata por motivos de segurança, mas disseram que ela fica em um local elevado.

A torre provavelmente foi usada como uma torre de vigia para a proteção de Israel. Um vigia na torre seria capaz de ver inimigos se aproximando. As torres também foram úteis para a comunicação entre a fronteira nacional e Jerusalém. Os vigias usavam fumaça para se comunicar durante o dia e fogo à noite.

Os soldados e arqueólogos relataram que a torre media 5x3,5 metros e que as ruínas tinham 2 metros de altura. Eles acreditam que a torre teria aproximadamente 4 metros de altura, o que a tornaria cerca de dois andares de altura. Os grandes blocos de pedra usados ​​para construir a torre pesavam até oito toneladas.

Arqueólogos acreditam que a torre foi usada até que os assírios ocuparam a maior parte de Judá no final dos anos 700 aC

Veja Também: