Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador Jair Bolsonaro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jair Bolsonaro. Mostrar todas as postagens

Governo concede passaporte diplomático a Valdemiro Santiago

Nenhum comentário

sábado, 10 de agosto de 2019

O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, apóstolo Valdemiro Santiago, e sua esposa bispa Franciléia, foram privilegiados com o passaporte diplomático.

A portaria com a decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU) detsa sexta-feira (9). Segundo o ato, o Itamaraty liberou o documento, com validade de 3 anos cada, “por entender que, ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”.

Anteriormente, o chanceler Ernesto Araújo assinou portaria autorizando passaportes diplomáticos a RR Soares, e sua esposa, Maria Magdalena, ambos da Igreja Internacional da Graça de Deus.


Recentemente o mesmo aconteceu ao líder da Igreja Universal, bispo Edir Macedo, e sua mulher, Eunice Bezerra.

Privilégios do passaporte diplomático

O passaporte diplomático dá ao seu portador privilégios como atendimento preferencial em postos de imigração e isenção de visto em alguns países. Um decreto de 2006, assinado pelo então presidente Lula, lista 12 classes de autoridades que têm direito ao passaporte diplomático, como o presidente da República, membros do Congresso Nacional, ministros do Supremo Tribunal Federal, governadores e militares a serviço em missões da ONU, mas não líderes religiosos.

A legislação, no entanto, abre brecha para que o ministro das Relações Exteriores conceda passaporte diplomático a outras pessoas “em função do interesse do País”, dispositivo que vem sendo utilizado pelo Itamaraty para justificar a concessão do documento a líderes evangélicos.

Bolsonaro estingue o horário de verão no Brasil

Nenhum comentário

quinta-feira, 25 de abril de 2019

O presidente, Jair Bolsonaro , assinou um decreto nesta quinta-feira que termina com o horário de verão, já que se considera que a medida não atende a economia de energia esperada.

Os relógios eram adiantados em uma hora por cerca de três meses durante o ano para aproveitar a luz solar.

O ministro de Energia, Bento Albuquerque, explicou que essa economia se perdeu por conseqüência, principalmente da mudança, dos hábitos dos consumidores.


Bolsonaro dá passaporte diplomático a Edir Macedo

Nenhum comentário

sexta-feira, 19 de abril de 2019

O presidente Jair Bolsonaro concedeu passaportes diplomáticos ao bispo  Edir Macedo,a decisão consta numa portaria assinada pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (15/04). A validade é de três anos.

Segundo a portaria, a concessão do passaporte diplomático se baseia no decreto 5.978, de 2006, segundo o qual "ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior".

De acordo com o decreto, o passaporte diplomático deve ser autorizado, no território nacional, pelo Ministro das Relações Exteriores, seu substituto legal ou delegado. Além de servidores que viajem em missão oficial, o documento pode ser concedido "às pessoas que viajem em missão relevante para o país, a critério do Ministério das Relações Exteriores". Entre as vantagens de portar o documento está a de ter acesso a filas especiais em aeroportos.

Embora muito comentada, a decisão não é inédita. De acordo com o Itamaraty, esta é a quarta vez que o bispo evangélico recebe esse tipo de documento. A primeira foi em dezembro de 2010, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Depois, ele voltou a receber o passaporte diplomático em dezembro de 2011 e em janeiro de 2014 , ambas as vezes no governo de Dilma Rousseff.

Presidente de Israel responde Bolsonaro: "Ninguém vai ordenar o perdão do povo judeu"

Nenhum comentário

domingo, 14 de abril de 2019

O presidente de Israel Reuven Rivlin no sábado repreendeu o presidente Jair Bolsonaro por dizer nesta semana que os crimes do Holocausto podem ser perdoados, embora não esquecidos.

"Ninguém pedirá o perdão do povo judeu e nunca poderá ser comprado em nome de interesses", disse ele.
“O que [os nazistas] fizeram conosco está gravado em nossa memória, a memória de um povo antigo”, escreveu Rivlin no Twitter.

"Nunca vamos cooperar com aqueles que negam a verdade ou tentam apagá-la da memória - não por indivíduos e grupos, não por líderes partidários e não por chefes de Estado", escreveu ele, sendo o último em aparente referência a Bolsonaro.

“Nós nunca perdoaremos e nunca esqueceremos. Ninguém pedirá o perdão do povo judeu e nunca poderá ser comprado em nome de interesses ”.



Rivlin disse que o povo judeu "sempre lutará contra o anti-semitismo e a xenofobia", enquanto pede aos políticos que não entrem em assuntos historicamente preocupados. “Os líderes políticos são responsáveis ​​por moldar o futuro. Historiadores descrevem o passado e pesquisam o que aconteceu. Nenhum dos dois deve entrar no território do outro ”, disse ele.

Bolsonaro afirma que o Brasil vota na ONU guiado pela Bíblia

Nenhum comentário

sexta-feira, 12 de abril de 2019

O presidente Jair Bolsonaro , disse em um evento no Rio de Janeiro com líderes evangélicos que o gigante latino-americano vota resoluções na Organização das Nações Unidas ( ONU ) seguindo a Bíblia.

"Nós fomos votar lá, na ONU, em questões de Direitos Humanos, de acordo com João 8:32, e de acordo com a verdade, então, por coincidência, nós fomos votar com os EUA e Israel, além de outros países, a história continua ", disse ele .

Bolsonaro fez as declarações durante um discurso em uma reunião do Conselho de Ministros Interdenominacional de Evangélicos no Brasil (CIMEB), que reúne cerca de 20.000 pastores de várias igrejas de denominações diferentes


Jair Bolsonaro anuncia a abertura de um escritório de negócios em Jerusalém

Nenhum comentário

domingo, 31 de março de 2019

No seu primeiro dia de visita a Israel,  Jair Bolsonaro, anunciou a criação de um escritório de negócios na cidade de Jerusalém.

"O Brasil decidiu estabelecer um escritório em Jerusalém para a promoção do comércio, investimento, tecnologia e inovação " , de acordo com O Globo um comunicado conjunto divulgado por Bolsonaro e pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.




O presidente brasileiro, desta forma, ficou aquém de anunciar a transferência da Embaixada de Tel Aviv para a Cidade Santa, uma medida que alguns esperavam antecipadamente e que o próprio Bolsonaro havia anunciado em novembro.

O Brasil ainda não considera Jerusalém como a capital de Israel, mas seu possível reconhecimento gerou temores de represálias comerciais de países árabes para os quais o Brasil exporta grandes quantidades de carne bovina e de frango. Como se verificou, o dano econômico multimilionário associado seria um fator para o qual Brasília não deu esse passo.



No entanto, o presidente da nação sul-americana anunciou "uma nova era" nas relações com a nação hebraica, afirmando que ambos "podem alcançar grandes coisas juntos". Por sua vez, Netanyahu expressou sua esperança de que a transferência da missão diplomática eventualmente ocorra.

"Eu espero, e eu gostaria de acreditar que este [escritório] será o primeiro passo em direção a abertura da Embaixada do Brasil em Jerusalém, quando chegar a hora , " disse Netanyahu em declarações à imprensa, na mesma cidade.

Michelle Bolsonaro usa camisa com frase que juíza Gabriela Hardt disse para Lula

Nenhum comentário

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

A futura primeira-dama Michelle Bolsonaro deixou a Ilha de Marambaia na manhã desta quarta-feira (26) onde passou o Natal com o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Com quatro carros de escolta e um helicóptero, Michelle Bolsonaro não falou com a imprensa antes de viajar até o iate clube de Itacuruça em uma lancha da Marinha.

A estampa na camiseta utilizada pela futura primeira-dama despertou o interesse nas redes sociais.

Com um cachorro no colo, a camiseta usada por Michelle trazia a frase “Se começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema”.

A frase foi dita pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, durante interrogatório com o ex-presidente Lula em novembro
Últimas
© all rights reserved
made with by templateszoo